quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

A decisão surpreendente do Vaticano: Jędraszewski

O arcebispo Jędraszewski substituirá o cardeal Dziwisz em Cracóvia.
Foto de Marcin Stpie

O novo cardeal metropolitano de Cracóvia será o Arcebispo Marek Jędraszewski, de Łódź. Ele vai substituir o Cardeal Stanisław Dziwisz que vai se aposentar.

O longevo secretário particular do Papa João Paulo II, Dziwisz já deveria ter se aposentado há dois anos, quando completou 75 anos de idade em abril de 2014, ano da canonização de João Paulo II. O Papa Francisco permitiu-lhe dirigir a diocese até o fim da Jornada Mundial da Juventude.



Dziwisz ficou muito mais tempo, porque a Polônia mudou seu Núncio Apostólico. E é o Núncio quem determina o preenchimento de vagas nas dioceses. Na verdade, ele nomeia depois de uma consulta com os bispos locais e sacerdotes da diocese, que aponta três candidatos. Entre estes, o Papa escolhe seu favorito (mas pode também escolher alguém de fora desta lista).

Dom Salvatore Pennacchio é o novo núncio, na Polônia, desde 31 de outubro. O Papa Francisco o nomeou no lugar do arcebispo. Celestino Migliore, que depois da Jornada Mundial da Juventude foi enviado para as missões na Rússia.

A nomeação em Cracóvia é a primeira decisão pessoal Arcebispo Pennacchio. 

O Arcebispo Jędraszewski "primus eterna"?

O Arcebispo Marek Jędraszewski tem 67 anos de idade. Em 1997, ele era bispo auxiliar. Estudou em Poznań, Cracóvia e Roma. Desde 2002 é professor de filosofia.

Jędraszewski inicialmente foi considerado um clérigo aberto e moderno. Defendeu sua tese de doutorado em 1979. Nela, escreveu sobre as realizações de Emmanuel Levinas, um filósofo francês que foi inspiração para os estudos de Jozef Tischner.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

130 anos da Colônia Antonio Prado no Paraná

Participei na manhã deste domingo, 4 de dezembro, das comemorações dos 130 anos da Colônia Antônio Prado.


O dia começou cedo. Às 8h30 minutos foi rezada missa, na Igreja Santo Antonio, intercalada de discursos do diácono, do presidente da Associação dos Descendentes, promotora do evento, e de Rafael Kazubek. Também foram entregues certificados aos descendentes das primeiras famílias da colônia.
Terminada a missa houve a inauguração do monumento com placas dos nomes das primeiras famílias de imigrantes e de um pequeno histórico da colônia.
Em seguida, fiz palestra, diante do monumento, contando curiosidades da imigração das três etnias, deturpações das grafias dos sobrenomes polacos, Guerra do Contestado, descobrimento do Brasil e contribuições da cultura polaca para o Brasil.

Igreja Santo Antonio na Colônia Antonio Prado

A colônia Antônio Prado foi dividida ao meio, estando atualmente em dois municípios, parte em Almirante Tamandaré e outra parte em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. A igreja e seu salão de festas, mais o cemitério estão em Almirante Tamandaré.

A colônia foi fundada, por lei estadual, em 15 de agosto de 1886, "em terrenos comprados pelo Estado, no município de Curityba distante 16 km da cidade." (Jornal Gazeta Paranaense de 10 de Setembro de 1887, pág. 01). Com uma superfície de 4,149:566,24 metros quadrados; dividida em 54 lotes, mais uma área reservada de 116097,08 metros quadrados para casa escolar, moradia do professor e capela.

Mapa da divisão dos 55 lotes - Arquivo do Instituto de Terras e Cartografia do Paraná

A colônia foi estabelecida em terras compradas pelo governo provincial do senhor 

O Jornal Gazeta Paranaense ,de 21 de Setembro de 1886, publicou em sua primeira página os valores da transação:
"A thesouraria de fazenda. – Mande v. s. pagar a Roberto Lunkmoss, pelo credito destinado a compra de terras para localisação de immigrantes, a quantia de Rs. 10:288$032 correspondente a 857.336 b2 de terrenos comprados ao mesmo para o estabelecimento do núcleo Antonio Prado e mais Rs. 558$300, importância da indemnisação de bemfeitorias, constantes de duas casas de morada existentes em taes terrenos, perfazendo tudo a quantia de Rs. 10:846$332."

Segundo despacho de 31 de janeiro de 1887, do agente Cândido R. Soares de Meirellles, da Agência Oficial de Colonização de Curitiba, foram assentados na Colônia Antônio Prado: um casal de brasileiros; 73 pessoas de nacionalidade italiana, sendo 19 homens, 16 meninos menores de 10 anos de idade, 23 mulheres e 15 meninas menores de 10 anos de idade; 107 pessoas de nacionalidade polaca, sendo 32 homens, 29 meninos menores de 10 anos de idade, 22 mulheres e 24 meninas menores de 10 anos de idade. Num total de 182 pessoas.

Num quadro da Agência Oficial de Colonização de Curitiba encontramos uma a uma as pessoas assentadas na Colônia Antonio Prado, constando seus nomes, idade, nacionalidade, estado civil, sexo e número do lote colonial destinado:

COLÔNIA ANTÔNIO PRADO - CURITIBA / 1886


Nº de ordem
Nomes
Ida­de
Nacionali­dade
Estado Civil
Sexo
Nº do Lote
1
1º 
Franz Schlichtg
31
Polaca
Casado
M
1
2
Rozália Schlichtg
35
Polaca
Casada
F
3
Franz
9
Polaco
Solteiro
M
4
Juliana
4
Polaca
Solteira
F
5
Maria
5
Polaca
Solteira
F
6
Miguel Kubis
52
Polaco
Viúvo
M
3
7
Peter
28
Polaco
Casado
M
8
Maria
21
Polaca
Casada
F
9
Catharina
12
Polaca
Solteira
F
10
Martino
17
Polaco
Solteiro
M
11
Hisbertha
16
Polaca
Solteira
F
12
Paul
11
Polaco
Solteiro
M
13
Stephan
9
Polaco
Solteiro
M
14
Joan
5
Polaco
Solteiro
M
15
Andreas Ku­bis
70
Polaco
Casado
M
21
16
Francisca
50
Polaca
Casada
F
17
Miguel
16
Polaco
Solteiro
 M
18
4
Blauziere Bozegite
31
Polaco
Casado
M
15
19
Tecla
28
Polaca
Casada
F
20
Francisca
8
Polaca
Solteira
F
21
Franz
6
Polaco
Solteiro
M
22
Maria
5
Polaca
Solteira
F
23
Joan
3
Polaco
Solteiro
M
24
Juliana
1
Polaca
Solteira
F
25
5
Bruno Miolete (Milek)
40
Polaco
Casado
M
26
26
Christina
36
Polaca
Casada
F
27
5
Sophia
12
Polaca
Solteira
F
28
Catharina
16
Polaca
Solteira
F
29
Peter
8
Polaco
Solteiro
M
30
Alberto
3
Polaco
Solteiro
M
31
Josef
9 mezes
Polaco
Solteiro
M
32
6
Jacob Masciosh
29
Polaco
Casado
M
33
33
Rozália
24
Polaca
Casada
F
34
Christof
2
Polaco
Solteiro
M
35
7
Gaspar Golmi
53
Polaco
Casado
M
36
Francisca
46
Polaca
Casada
F
37
8
Simão Pampuh
37
Polaco
Casado
M
38
Barbara
32
Polaca
Casada
F
39
Joan
11
Polaco
Solteiro
M
40
Franz
8
Polaco
Solteiro
M
41
Juliana
6
Polaca
Solteiro
F
42
Paulina
4
Polaca
Solteira
F
43
Josef
2
Polaco
Solteiro
M
44
9
Roberto Manika
36
Polaco
Casado
M
28
45
Carolina
34
Polaca
Casada
F
46
Maria
6
Polaca
Solteira
F
47
Suzana
3
Polaca
Solteira
F
48
Josef
6  mezes
Polaco
Solteiro
M
49
10º
Francisca Hosk
67
Polaca
Viúva
F
50
Ignatz Felippe
28
Polaco
Casado
M
8
51
Margarida
28
Polaca
Casada
F
52
Maria
4
Polaca
Solteira
F
53
10º
Franz
6 Mezes
Polaca
Solteiro
M
54
11º
Juhan Rudoska
39
Polaco
Casado
M
16
55
Juliana
33
Polaca
Casada
F
56
Johan
12
Polaco
Solteiro
M
57
Anna
10
Polaca
Solteira
F
58
Carlos
8
Polaco
Solteiro
M
59
Leopoldo
5
Polaco
Solteiro
M
60
Victorino
3
Polaco
Solteiro
M
61
12º
Paul Klimeck
25
Polaco
Casado
M
6
62
Juliana
24
Polaca
Casada
F
63
Johan
1
Polaco
Solteiro
M
64
Maria Dusk
15
Polaca
Solteira
F
65
13º
Josef Schilisting
42
Polaco
Casado
M
2
66
Juliana
38
Polaca
Casada
F
67
Maria
17
Polaca
Solteira
F
68
Elisabeth
15
Polaca
Solteira
F
69
Agnes
13
Polaca
Solteira
F
70
Josef
8
Polaco
Solteiro
M
71
Alberto
1
Polaco
Solteiro
M
72
14
Franz Filla
26
Polaco
Casado
M
27
73
Juliana
28
Polaca
Casada
F
74
Rozália
3
Polaca
Solteira
F
75
Josef
2 mezes
Polaco
Solteiro
M
76
15
Johan Schilichting
30
Polaco
Casado
M
11
77
Agath
29
Polaco
Casado
F
78
Anna
4
Polaca
Solteira
F
79
15
Eduvig
3
Polaca
Solteira
F
80
Maria
2
Polaca
Solteira
F
81
16
Johan Gosit
28
Polaco
Casado
M
20
82
Eduvige
25
Polaca
Casada
F
83
Rozalia
1
Polaca
Solteira
F
84
17
Adalberto Piekas
32
Polaco
Casado
M
14
85
Maria
32
Polaca
Casada
F
86
Rockus
6
Polaco
Solteiro
M
87
Miguel
5
Polaco
Solteiro
M
88
Rozalia
3
Polaca
Solteira
F
89
Paulina
6 mezes
Polaca
Solteira
F
90
18
Johan Campa
41
Polaco
Casado
M
10
91
Bertha
45
Polaca
Casada
F
92
Peter
12
Polaco
Solteiro
M
93
Maria
10
Polaca
Solteira
F
94
Paulina
4
Polaca
Solteira
F
95
Victoria
1
Polaca
Solteira
F
96
19
Josef Piahhoh
35
Polaco
Casado
M
97
Josephina
35
Polaca
Casada
F
98
Anna
8
Polaca
Solteira
F
99
Rosária
4
Polaca
Solteira
F
100
Antonio
1
Polaco
Solteiro
M
101
20
Miguel Kolowisk
48
Polaco
Casado
M
19
102
Catharina
40
Polaca
Casada
F
103
Paulina
19
Polaca
Solteira
F
104
Miguel
17
Polaco
Solteiro
M
105
20
Julio
7
Polaco
Solteiro
M
106
Franz
4
Polaco
Solteiro
M
107
21
Thomaz Coradaccio
42
Italiano
Casado
M
25
108
Elizabeth
36
Italiana
Casada
F
109
Pedro
16
Italiana
Solteiro
M
110
José
11
Italiano
Solteiro
M
111
João
7
Italiano
Solteiro
M
112
João Batista Balzick
3
Polaco
Solteiro
M
15
113
22
Maria Toniata
65
Italiana
Viúva
F
34
114
Margarida Toniata
55
Italiana
Viúva
F
115
23
Antonio Coradesio
56
Italiano
Casado
M
4
116
Santa
56
Italiana
Casada
F
117
Joanna
17
Italiana
Solteira
F
118
Valentino Coradacio
54
Italiano
Viúvo
M
119
24
Diogo Mariana
59
Italiano
Viúvo
M
13
120
Antonio
22
Italiano
Solteiro
M
121
25
Colman Anna
50
Polaca
Viúva
F
31
122
Antonio Luiz
16
Italiano
Solteiro
M
123
Maria
10
Italiana
Solteira
F
124
26
Jacome Antoniaco
34
Italiano
Casado
M
18
125
Ana
32
Italiana
Casada
F
126
David
5
Italiano
Solteiro
M
127
João
2
Italiano
Solteiro
M
128
Lucia
22
Italiana
Solteira
F
129
27
Previsto Joanni
25
Italiano
Casado
M
29
130
Valentina
25
Italiana
Casada
F
131
27
José
1
Italiana
Solteiro
M
132
28
Comis Floriano
40
Italiano
Viúvo
M
5
133
Maria
10
Italiana
Solteira
F
134
Elisabeth
8
Italiana
Solteira
F
135
Sebastião
5
Italiano
Solteiro
M
136
29
Coradacio Antonio
82
Italiano
Casado
M
9
137
Marianna
66
Italiana
Casada
F
138
Ambrosio
44
Italiano
Casado
M
139
Maria
47
Italiana
Casada
F
140
Marianna
11
Italiana
Solteira
F
141
Luiza
10
Italiana
Solteira
F
142
Maria
6
Italiana
Solteira
F
143
Pedro
4
Italiano
Solteiro
M
144
Ana
2
Italiana
Solteira
F
145
30
Ansneto Agostinho
40
Italiano
Solteiro
M
23
146
Maria
36
Italiana
Solteira
F
147
José
15
Italiano
Solteiro
M
148
Lucia
11
Italiana
Solteira
F
149
Valentim
9
Italiano
Solteiro
M
150
Anna
8
Italiana
Solteira
F
151
João
5
Italiano
Solteiro
M
152
Elizabetha
5
Italiana
Solteira
F
153
Esidoro
2
Italiano
Solteiro
M
154
Eustaquio
3
Italiano
Solteiro
M
155
Maria
1
Italiana
Solteira
F
156
31
Gregor Duchka
40
Polaco
Casado
M
7
157
31
Margaritha
39
Polaca
Casada
F
158
Joseph
16
Polaco
Solteiro
M
159
Maria
9
Polaca
Solteira
F
160
32
Valentim Wistuba
35
Polaco
Casado
M
12
161
Paulina
30
Polaca
Casada
F
162
Maria
9
Polaca
Solteira
F
163
Dorothea
7
Polaca
Solteira
F
164
Nicolau
2
Polaco
Solteiro
M
165
Leopoldo
8 mezes
Polaco
Solteiro
M
166
33
Guiomar Ferreira
40
Brasileira
Viúva
F
32
167
34
José Francisco
36
Brasileiro
Casado
M
37
168
Maria Josepha
26
Brasileira
Casada
F
169
Maria
6
Brasileira
Solteira
F
170
35
João Wanelli
40
Italiano
Casado
M
35
171
Francisca
35
Italiana
Casada
F
172
João
12
Italiano
Solteiro
M
173
36
Rigossi Pietro
35
Italiano
Casado
M
36
174
Maria
30
Italiana
Casada
F
175
Josef
12
Italiano
Solteiro
M
176
Maria
8
Italiana
Solteira
F
177
37
Antonieta Maria
40
Italiana
Solteira
F
34
178
Josef
16
Italiano
Solteiro
M
179
38
Bertolo Pontesoli
45
Italiano
Casado
M
38
180
Maria
40
Italiana
Casada
F
181
39
José Kusebeck
50
Polaco
Casado
M
30
182
Josepha
40
Polaca
Casada
F



Fonte: Arquivo Público do Paraná

Analisando os dados da Agência de Colonização de Curitiba, observa-se que na verdade eram 4 os brasileiros, segundo a tabela de Cândido R. Soares de Meirellles e não apenas um casal.
Também a discrepância na grafia dos nomes e sobrenomes é evidente, e isto devido a grafia germanizada dos documentos que os imigrantes polacos portavam, já que eram procedentes da Silésia polaca, ocupada pelos saxões (prussos e depois alemães) desde 1795, e pela tentativa de aportuguesar os nomes e sobrenomes fossem italianos, alemães ou polacos.

Convém, então, apresentar a grafia correta dos polacos e italianos:

POLACOS
- Alberto = Albert
- Adalberto = Wojciech (pronuncia-se: voitchiéhrrr)
- Agnes = Agnieszka (Inês, em português) (pronuncia-se: agniéchca)
- Agath = Agata (Águeda, em português)
- Ana = Anna
- Andreas = Andrzej (André, em português) (pronuncia-se: andjiei)
- Antonio = Antoni
- Bárbara = Barbara
- Bertha = Berta
- Blauziere = Błażej (Brás, em português) (pronuncia-se: buájei)
- Bruno = Brunon
- Carlos = Karol
- Carolina = Karolina
- Catharina = Katarzyna (pronuncia-se: catajena)
- Christina = Krystyna
- Christof = Krzysztof (pronuncia-se: kjêchtóf)
- Dorothea = Dorota
- Elisabeth = Elżbieta (pronuncia-se: Eljibiéta)
- Eduvig / Eduvige = Jadwiga (Edvirges, em português) (pronuncia-se: iadviga)
- Franz = Franciszek (Francisco, em português) (pronuncia-se: frantchichék)
- Francisca = Franciszka (pronuncia-se: frantchichca)
- Gaspar = Kacper (pronuncia-se: cátsper)
- Gregor = Grzegorz (Gregório, em português) (pronuncia-se: gjegój)
- Hisbertha = Gisberta (pronuncia-se guisberta)
- Ignatz = Jgnacy (pronuncia-se: ignacê)
- Jacob / = Jakub (Jacó, em português) (pronuncia-se: iácub)
- Joan / Johan / Juhan = Jan (João, em português) (pronuncia-se: ian)
- Josef / José = Józef (pronuncia-se: iuséf)
- Josepha = Józefa (pronuncia-se: iuséfa)
- Julio = Juliusz
- Juliana = Julianna
- Leopoldo = Leopold
- Maria = Maria
- Margarida = Małgorzata (pronuncia-se: maugójata)
- Martino = Marcin (pronuncia-se: martchin)
- Miguel = Michał (pronuncia-se: mirráu)
- Nicolau = Mikołaj (pronuncia-se: micóuai)
- Paul = Paweł (Paulo, em português) (pronuncia-se: páveu)
- Paulina = Paulina
- Peter = Piotr (Pedro, em português) (pronuncia-se: piótr)
- Roberto = Robert
- Rockus = Roch (Roque, em português) (pronuncia-se: Róhrrr)
- Rozália = Rozalia
- Simon = Szymon (Simão em português) (pronuncia-se: chêmon)
- Sophia = Zofia
- Stephan = Stefan (Estefano, em português)
- Susana = Suzanna
- Tecla = Tekla
- Victorino = Wiktorio
- Victoria = Wiktoria

ITALIANOS
- Agostinho = Agostin
- Antonieta = Antonella 
- Ambrósio = Ambrogio
- David = Davide
- Elizabetha = Isabela
- Francisca = Francesca
- João = Gian
- Jacome = Giacomo
- José = Giuseppe
- Luis = Luigi
- Margarida = Margherita
- Mariana = Marianna
- Pedro = Pietro 
- Sebastião = Sebastiano
- Thomas = Tommaso

GRAFIA DOS SOBRENOMES

SCHILICHTING
Quanto aos sobrenomes também existem evidentes germanizações. O mais claro é o da família "Schilichting" (que embora exista como alemão de origem), no caso destes imigrantes da Colônia Antonio Prado, que são polacos da Silésia (região ocupada pelos saxônicos - prussos, alemães - entre 1795 e 1918) a grafia correta em polaco é SZLICHTA e se pronuncia chlihrrrta (ch tem pronuncia de R gutural mudo). Uma tradução possível para português deste sobrenome seria: arenga, discurso, conflito.

Atualmente na Polônia existem 183 pessoas com o sobrenome Szlichta em 36 localidades e cidades. Em Dąbrowa Tarnowska existem 19 pessoas com este sobrenome. Ele está presente também em Sandomierz (17 pessoas), Ostrowiec Świętokrzyski (15 pessoas), Łomża (14 pessoas), Bytom (10 pessoas), em Tarnów e arredores (9 pessoas), em Bydgoszcz e arredores (9 pessoas), Szczecin (8), em Tarnobrzeg e arredores (8 pessoas) e em Częstochowa e arredores (6 pessoas).

COLMAN
Aparentemente, o agente de colonização de Curitiba anotou incorretamente a nacionalidade da senhora viúva Anna KOLMAN como sendo italiana. Pois tudo leva a crer que grafia correta é com a letra K do alfabeto polaco. Atualmente existem 585 pessoas com esse sobrenome em 88 localidades da Polônia. 

FILLA
O sobrenome Filla em idioma polaco se escreve apenas com um L. Atualmente existem 3474 pessoas com o sobrenome Fila, em 220 localidades. A maior concentração é na cidade de Opole (na Silésia), região de onde saíram os Fila da Colônia Antonio Prado (Almirante Tamandaré/Colombo-PR).

KUBIS
O sobrenome Kubis admite também em polaco a grafia Kubiś (pronuncia-se cubich) com acento agudo no S.
Atualmente existem 2190 pessoas com o sobrenome Kubis em 165 localidades e 2489 pessoas com o sobrenome Kubiś em 170 localidades da Polônia.

BOZEG
O sobrenome certamente é grafado em polaco com a letra Z acompanhada de um ponto em cima Ż, ou seja Bożeg. A tradução seria literalmente: Natal (declinado). Não atualmente na Polônia nenhuma pessoa com este sobrenome, que muito provavelmente foi extinto no país.

PIEKAS
Normalmente o S em idioma polaco, neste sobrenome, é acentuado com um acento agudo, o que faz que fique PIEKAŚ e se pronuncia "piécachi". No momento existem 13 pessoas em 4 localidades da Polônia. E em se aceitando a adulteração germânica como Piekatz existem 8 pessoas em 4 localidades da Polônia. Seriam da mesma família.

MILEK
Atualmente existem apenas 124 pessoas com este sobrenome na Polônia. Quase todas na região da Silésia, em 12 localidades diferentes.

MASCIOSH
A grafia mais provável para este sobrenome em idioma polaco é MACIOSZ, pronunciando-se matchióch. Na Polônia atualmente existem apenas 34 pessoas com esse sobrenome em 12 localidades.

GOLMI
Outro sobrenome que aparentemente desapareceu na Polônia. Existe apenas uma referência de uma empresa GOLMI de propriedade de Marcin Gołasiński-Kulasiński, ao que tudo indica uma junção de Goł  com Mi, e não como sendo de origem do sobrenome Golmi da Colônia Antonio Prado - PR.

PAMPUCH
Existem 583 pessoas com este sobrenome em 62 localidades da Polônia. A maioria delas na Silésia. Pronuncia-se pámpuhrr (CH expirado como R gutural mudo)

MANIKA
Como Manika (pronuncia-se maNIca, como paroxitona) já não existem mais pessoas na Polônia. Pode ter acontecido uma declinação quando da pronúncia do sobrenome para autoridade alemãs de ocupação e brasileiras, pois sem o A apenas como Manik, ainda existem 78 pessoas em 17 cidades da Polônia.

HOSK
O sobrenome não existe mais na Polônia, pode estar adulterado.

FELIPPE
O mais correto é que escreva em polaco como Filip. É o sobrenome do pai da minha bisavó Anna Filip-Jaroński, Filha de Antoni FILIP e Katarzyna Ognik, nascida em Wojcieszków, em 1881, que se casou com meu bisavô Piotr Jarosiński, em 1900. Com dois filhos e duas filhas pequenas Anna e Piotr sairam da Polônia em 20 de maio de 1911 e chegaram no Rio de Janeiro em 14 de junho de 1911, sendo encaminhados para a Colônia do Tronco, em Castro.
Existem atualmente na Polônia 5884 pessoas com este sobrenome em 249 localidades.

RUDOSKA
Outro caso de sobrenome que muito provavelmente perdeu a letra W. O mais apropriado é que seja grafado em polaco como RUDOWSKA. Em assim sendo, existem atualmente na Polônia 664 pessoas com este sobrenome em 170 localidades, com 131 pessoas residindo em Varsóvia.

KLIMECK
O mais provável é que o sobrenome tenha sido acrescido da letra C, pois o correto em polaco seria KLIMEK. Sendo assim, existem 19.800 pessoas com esta grafia em 352 localidades da Polônia. 

DUSK
Provavelmente o sobrenome perdeu o I final. Como DUSKI, existem atualmente na Polônia 11 pessoas em 4 localidades diferentes.

GOSIT
Bastante provável que o nome tenha sido germanizado, pois não existe nenhuma pessoa com esta grafia de sobrenome na Polônia, atualmente.

CAMPA
Houve alteração da letra K por C. Assim como KAMPA existem 1600 pessoas em 67 localidades da Polônia nos dias de hoje.

PIAHHOH
Sobrenome totalmente deturpado pelas autoridades alemãs que emitiram os documentos desta família polaca. O provável que a grafia alemã seja PIANHOF, mas daí, deduzir-se qual a grafia polaca é quase impossível.

KOLOWSK
Muito provavelmente a grafia correta em polaco seja KOŁOWSKI com a letra polaca Ł, um L cortado transversalmente e com pronúncia de U. Dessa forma, existem na Polônia 110 pessoas com este sobrenome em 44 localidades.

BALZICK
A grafia correta em polaco é BARCIK. Existem 1634 pessoas com este sobrenome que se pronuncia "bartchik", em 93 localidades da Polônia.

DUCHKA
Outro sobrenome adulterado pelos invasores alemães. Por aproximação sonora, pode-se deduzir que seja DUSZKA, pois atualmente existem na Polônia 301 pessoas com esta grafia de sobrenome, em 52 localidades.

WISTUBA
Existem na Polônia, atualmente, 319 pessoas em 22 localidades com esta grafia de sobrenome, a maioria delas na Silésia, região de onde vieram estes imigrantes da Colônia Antonio Prado (hoje dividida entre Almirante Tamandaré e Colombo, na região metropolitana de Curitiba).

KUSEBECK
Muito provavelmente foi acrescido a letra C neste sobrenome. Seja com C ou sem, não existe nenhuma pessoa com em sobrenome na Polônia atualmente. Mas se alterar o primeiro U existem atualmente na Polônia apenas três pessoas com o sobrenome KASUBEK, duas em Katowice e outra em Mikołów. Na Alemanha, existem, hoje em dia, 53 pessoas assinando Kasubek em 12 cidades.
Mas se a grafia correta é com Z de KAZUBEK, então são 713 pessoas em 63 localidades da Polônia atualmente. A cidade com maior número de Kazubek é Varsóvia com 115 pessoas.
Os Kazubek estão presentes ainda em Lubartów (85 pessoas), Piaseczno (75), Pruszków (38), Krotoszyn (38), Radzyń Podlaski (29), Gostyń (26), em Wrocław e arredores (23), Gliwice (16) e em Mikołów (15). Portanto, as duas pessoas em Katowice e aquela de Mikołów, são da mesma família, só que com o Z trocado por S.