quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Polônia - um país para se rir

Norman Davies
Foto: D Lewandowski

O inglês Norman Davies, autor de um dos mais importantes livros, sobre a "História da Polônia" (em inglês), entrevistado pelo jornal Gazeta Wyborcza, disse que há vinte anos, os polacos reclamavam que ninguém no exterior falava sobre o país. "Hoje, porém, todos comentam que se tornou um país risível" com seus gêmeos Kaczyński (Lech - Presidente e Jarosław - Primeiro ministro), "mas sei que nem todos no país enlouqueceram". Apesar das piadas que correm na Europa, em relação aos governantes do país, os polacos são reconhecidos na Inglaterra e Irlanda como mão-de-obra qualificada, eficiente e trabalhadora.
Davies também escreveu o extenso livro "Europa" sobre a história do continente, "Levante de 44" sobre a revolta da população de Varsóvia contra os nazistas alemães e "Wrocław" sobre a cidade polaca que mudou de nome várias vezes em função das invasões alemãs (e prussas) e moravia.
"Se este estilo de política se mantém, a Polônia pode perder a simpatia, que conquistou nos últimos anos no mundo", afirma o historiador inglês, que completa "O velho estereotipo sobre os polacos como estranhos e irracionais pode voltar".
Postar um comentário