quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Uma bela cidade

foto:Ulisses Iarochinski

Talvez, uma das cidades mais bonitas da Polônia, Sandomierz também fica às margens do rio Vístula, quilômetros acima de Cracóvia. Tem este nome, porque seu primeiro senhor, ainda na idade média, foi o príncipe Henryk Sandomierski, entre 1146 e 1166. Foi atacada e ocupada pelos tártaros de Gengis Khan, em 1227. Em 1698, o padre Stefan Żuchowski teria acusado judeus de terem assassinado crianças com bolo envenenado. Dez judeus foram então torturados para que confessassem os crimes. A brutalidade dos interrogatórios foi tanta, que os judeus acabaram mortos. Por causa deste incidente durante muito tempo a cidade foi considerada anti-semita. Na catedral da cidade, fundada pelo padre Żuchowski, encontra-se um quadro representando o incidente. O quadro já fez parte da programação de excursões de judeus como prova do anti-semitismo da cidade. Mas nem católicos, nem judeus sabem ao certo se o incidente realmente ocorreu. Judeus negam os assassinatos das crianças e católicos negam as torturas dos judeus. O incidente é considerado por muitos como lenda, das tantas que foram criadas ao longo de 600 anos de convivência entre polacos católicos e judaicos na Polônia.
Particularmente, Sandomierz é a cidade mais bela das que conheço na Polônia. Fica na região Leste da Polônia a 165 km de Cracóvia e a 110 km de Lublin. E naturalmente merece uma visita. Quando vier a Polônia, então, não se esqueça: Sandomierz!!!
Postar um comentário