sexta-feira, 17 de agosto de 2007

A cracoviana Helena

Fotos: arquivos da Fundação Helena Rubinstein

Foi no bairro do Kazimierz, em Cracóvia, num sobrado da ulica (rua) Szeroka, nº. 14, que nasceu a mundialmente famosa Helena Rubinstein (dos cosméticos), em 25 de dezembro de 1871, com o nome de Chaja.

Primogênita do casal Gitte (Gitel) Scheindel Silberfeld Rubinstein esposa de Hercla(Horace) Rubinstein teve 7 irmãs: Paulina, Róża, Regina, Stella, Ceśka, Mańka e Erna.

Em Cracóvia, Helena estudou matemática, idiomas antigos e teologia. Era interessada também em química, física e biologia.

Na Suíça, para onde se mudou, estudou medicina e trabalhou num consultório médico e num hospital. Mas ao que tudo indica, foi impedida de terminar os estudos por ser mulher.


Seu pai, que amava as artes, tinha em sua casa livros de escultura, arquitetura e pintura. Estes livros tiveram grande influência no futuro de Helena.


Chegando a Austrália, ela foi morar com seu tio, em Corelaine, cidadezinha a 100 km de Melbourne. Com seus conhecimentos de medicina, acabou trabalhando numa farmácia, onde aviava receitas.

Foi então que, aliando seus conhecimentos de medicina, química, biologia e o senso artístico do belo (legado dos livros de seu pai), ela preparou um creme com a ajuda dos irmãos Lykulski (químicos polacos), ao qual deu o nome de "Krem Valaze".

Um amigo, o jornalista americano, de descendência polaca, Edward Titus, escreveu um artigo elogiando as propriedades do creme. A jovem Chaja acabou mudando seu nome para Helena, após Titus, que viria a ser seu marido mais tarde, escrever uma propaganda e colocar o nome Helena, como a criadora do segredo do creme "Valaze".

Em pouco tempo, Helena recebeu encomenda para produzir 15 mil unidades do creme. Ela própria prepara o creme, envasava e colocava as etiquetas.

Em 1902, Helena abriu, em Melbourne, o salão de beleza "Valaze", onde atendia individualmente seus clientes. Trabalhava longa e pesadamente noite adentro.
Em 1905, sua irmã Ceśka, chegou para ajudá-la e ela aproveitou para ir a Europa estudar sobre pele e enfermagem.

Esta viagem alimentava seus propósitos e em 1908, ela abriu outro salão em Londres. Logo em seguida, outro em Paris, em 1912. Finalmente abre o salão de Nova Iorque, em 1914.
Em 1917, Helena Rubinstein começou fabricar e distribui seus produtos em grande escala, fundando a Helena Rubinstein Incorporated e se tornando uma das pessoas mais ricas do mundo.

Morreu em Nova Iorque em 1965.

Recentemente um prédio ao lado da casa, onde ela nasceu, na rua Szeroka foi restaurado e transformado no Hotel Rubinstein. Mas o local onde sua mãe deu à luz a pequena Chaja ainda continua em ruínas.

Casa nº 14, na ulica Szeroka, em Cracóvia (em ruínas) onde nasceu Chaja / Helena Rubinstein
Não consta que a cracoviana tenha algum dia retornado à sua cidade natal.
Postar um comentário