quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Vandalismo em Częstochowa

Foto Polícia de Częstochowa
O prefeito de Częstochowa, Tadeusz Wrona, reuniu estudantes de arte, na última terça-feira, para limpar cerca de 100 túmulos, no cemitério judeu da cidade, que foi profanado com símbolos nazistas por vândalos. A Polícia descobriu, no domingo, inscrições SS, suásticas e frases de "Fora judeus", escritas em alemão, nas lápides. A Polícia ainda não descobriu quem são os culpados.
O líder dos rabinos na Polônia, Michael Schudrich, foi junto com o prefeito acompanhar os trabalhos de limpeza dos estudantes. O rabino disse que, "muito freqüentemente o resto da sociedade tolera estas coisas. Mas neste caso, o prefeito e os jovens não ficaram sentados em casa esperando que outros limpassem isto. Eles vieram e agiram, não ficaram só no discurso”.
A Polônia foi casa de mais de 3.5 milhões de judeus - a maior comunidade judia da Europa - até a Segunda Guerra Mundial, quando então, a maioria foi assassinada pelos alemães. Estima-se que vivam hoje 30.000 judeus no país predominantemente católico.
Postar um comentário