quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

65 anos de liberação de Auschwitz


Idosos e crianças subnutridas sobre o gelo da neve encontradas pelo exército vermelho em Auschwitz

Há sessenta e cinco anos acabava o horror de Auschwitz. Em 27 de janeiro de 1945, após 4 anos dos mais horrendos crimes contra a humanidade, tropas do exército russo libertaram o mais representativos dos campos de concentração e exterminação alemão nazista. Auschwitz, localizado na cidade polaca de Oświęcin, tinha sido um antigo quartel das Forças Armadas da Polônia. Quando os nazistas chegaram e ocuparam a região de Cracóvia, aquelas instalações se tornaram o maior cemitério sem tumbas de todo o mundo. Foi lá que os primeiros prisioneiros foram mortos com o gas da morte, o ciclon B e logo após incinerados no crematório nº 1. Eram mais de 4 mil pessoas assassinadas só neste local.



Comemorações no antigo campo de Auschwitz-Birkenau II
* 9.00 - Conferência de Ministros da Educação (Centro para o Diálogo e Oração em Oświęcim. Foram convidados ministros de vários países, além de Polônia e Israel.
* 12.00 - Santa Missa na Igreja da Divina Misericórdia, no osiedle (condomínio) Rotmistrza W. Pileckiego.
* 12.30 a 13.30 - Abertura da exposição sobre a libertação russa de Auschwitz, no Bloco 14, no antigo campo Auschwitz I.
* 14.30 - A principal comemoração será realizada numa tenda climatizada no antigo campo de Birkenau (conhecido como FBII). Devido ao número limitado de lugares será necessária uma passagem separada de pessoas. (Para as pessoas que ficarem fora da tenda, a cerimônia será mostrada numa grande Tela de video.
* 16.00 - Saída da tenda para depositar velas no Monumento às Vítimas do Holocausto
* 16.20 - orações e dedicatórias de homenagem no Monumento às Vítimas.

Ontem, terça-feira, aconteceu às 18.00 um Concerto "em memória das vítimas de Auschwitz", na Igreja São José Operário em Oświęcim.
Postar um comentário