sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Um dia de frio em Cracóvia

Levantei com o sol posto. Fez um frio de 18 negativos na madrugada. Mas agora 11 da manhã já está bem quente. Faz zero grau. No ponto de ônibus do Przegorzaly já esperava um menino. Logo chegou o ônibus 239 e estranho... todos estavam concentrados na parte da frente. Sendo a maioria dos passageiros, idosos.
Logo descobri o porquê. Chegando na traseira vi um bêbado atravessado entre duas fileiras de bancos.
Quando chegamos no ponto final do Salwator. Todos desceram e o motorista foi acordar o bêbado deitado. Desci do ônibus e peguei o Tramwaj 1. Desci no ponto Rondo Grzegorzewski para ir até o departamento de imigração da Voivodia da Malopolska dar entrada no pedido de meu paszport polski... Ficará pronto daqui um mês. Finalmente! A carteira de identidade já está no bolso. Enquanto caminho vejo o totem de posters que expõe as atrações artísticas da cidade.
Voltei para o centro no mesmo tramwaj 1, no sentido contrário. Desci na praça de Todos os Santos e fui andando pela rua Grodzka em busca de um restaurante. Depois de passar pelo amontoado de neve... encontrei um restaurante novo.
Logo de entrada pedi uma Tyskie duza... ou seja, a cerveja mais vendida da Polônia, no momento. Pedi logo um copo de meio litro. O castiçal de madeira que sustenta a vela vermelha é lindo, não? O piwo... melhor ainda.
No "Restauracja Marmolada" pedi uma sopa cremosa de cogumelos e um prato de pierogi com recheio de repolho e cogumelos. Infelizmente esqueci de fotografar. Comi tudo muito rápido, pois estava mesmo muito delicioso.

Fotos: Ulisses Iarochinski
Postar um comentário