quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Polacos são trabalhadores compulsivos


Em idioma polaco... pracoholik, em inglês... workaholic! Na verdade, isto que dizer que os polacos são compulsivos, fanáticos, loucos por trabalho. Pelo menos é o que indica uma pesquisa de opinião pública realizada em 85 países e onde foram ouvidas mais de 12 mil pessoas.
Os polacos trabalham até depois do fim do expediente e ainda levam trabalho para casa. 35% dos trabalhadores polacos passa mais de 8 horas por dia no trabalho, e mais de 40%, regularmente leva serviço para casa para terminá-lo à noite. O trabalhador polaco faz isso com a freqüência de mais de 3 vezes por semana. Eles não trabalham em grandes corporações, mas em pequenas empresas. Como resultado da pesquisa, em 48% dos casos eles são empregados de empresas de pequeno porte, que muitas vezes necessitam levar afazeres para casa. Tal expediente também é comum em 29% dos casos em empresas de grande porte.
"A pesquisa mostrou que a fronteira entre trabalho e casa é cada vez mais estreita. E isso pode afetar negativamente na saúde dos trabalhadores e em seu desempenho global. O resultado desse intenso trabalho pode causar depressão, desânimo, ou até mesmo doenças", diz Jarosław Pilch do sede polaca da empresa Regus.
A mesma pesquisa informa que apenas 5% das mulheres trabalham 60 horas por semana. Em relação aos  homens 12% deles realizam uma jornada de mais de 60 horas semanais.  As mulheres também levam menos serviço para concluir em casa do que os homens, que fazem isso pelo menos 3 vezes por semana.

P.S. A pesquisa foi publicada na edição de hoje do jornal Gazeta Wyborcza.
Postar um comentário