terça-feira, 10 de abril de 2012

Protestos contra os russos em Varsóvia

Foto: Adam Stępień
Uma manifestação de protesto contra a "condução das investigações sobre a catástrofe Smolenski", reuniu na noite desta segunda-feira, em frente a embaixada russa em Varsóvia, mais de 700 pessoas. Os manifestantes queimaram efígies de Wladimir Putin e Donald Tusk, e em seguida marcharam pela ulica (rua) Belvedere.
A Embaixada da Rússia foi cercada por barreiras vigiadas pela polícia.  Os manifestantes portavam faixas e os slogans como: "A verdade vai prevalecer", "Não queremos monumentos soviéticos, vamos jogá-los no lixo". Em um dos banners foi pintada a cabeça de Pato Donald, e sob ela a inscrição: "Eis aqui a cabeça de um traidor."
As manifestações ocorrem no momento em que se comemora mais um aniversário da tragédia de Smolenski (cidade russas) onde pereceram 96 autoridades polacas, entre elas o ex-presidente da República da Polônia, Lech Kaczyński e sua esposa Maria. Até agora não foi apresentado um relatório convincente que explique e/ou justifique a queda do avião presidencial polaco em terras russas.
Postar um comentário