segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Pawlak renuncia aos seus cargos no governo

Foto: Wojciech Olkuśnik 

O vice-Primeiro-Ministro e Ministro da Economia da Polônia, Waldemar Pawlak repetiu anúncio feito no fim de semana: "Ofereço minha demissão ao primeiro-ministro Donald Tusk". 
O líder durante anos da agremiação política mais esquerdista do país pós-comunismo, assinalou que a convenção nacional de seu partido, o PSL decidiu por um outro presidente, que não ele. 
Janusz Piechocinski foi eleito presidente do partido, derrotando justamente Waldemar Pawlak. 
"Faço esta resignação com um sentido de responsabilidade e dentro de meu ambiente político. Creio que um membro do governo deve ser um homem que tenha a confiança do seu ambiente político", disse Pawlak nesta segunda-feira durante coletiva de imprensa, repetindo o que ele mesmo havia dito no sábado após o resultado da convenção de seu partido.
O até agora líder do PSL - Partido do Povo Polaco, Waldemar Pawlak, é engenheiro mecânico, formado pela Universidade Tecnológica de Varsóvia, agricultor e professor de computação. Nasceu na pequena cidade de Model, na Voivodia da Mazóvia, em 1959. Já ocupou por dois curtos períodos o cargo de primeiro-ministro da Polônia. 
Pawlak, no cargo de ministro da economia, é um dos principais responsáveis, pelo bom desempenho econômico da Pôlonia, nos últimos três anos. Desempenho este considerado o melhor entre os 27 países da União Europeia, e que menos sentiu os efeitos das crises mundial e europeia dos últimos anos. 
Postar um comentário