sexta-feira, 8 de março de 2013

Promotor militar polaco ainda não tem resultado algum

Embora o porta-voz do Comitê Investigativo Rússia-Polônia, Vladimir Markin da Federação Russa, tenha divulgado hoje, em Moscou, que "os especialistas dos dois países apresentaram como resultado dos testes e exames, que não houve explosão no avião Tupolev Tu-154M", que transportava a comitiva do Presidente Lech Kaczyński a Katyń, o promotor militar polaco Zbigniew Rzepa, disse logo depois em Varsóvia, que assim que possível comunicarão o resultado, na Polônia. 
Zbgniew Rzepa
Rzepa contradizendo a informação de Markin, disse que "Nossos especialistas não estiveram envolvidos em, território da Federação Russa, em nenhuma pesquisa, e também não estiveram em qualquer laboratório russo para investigar se houve explosão na queda do TU-154M, que vitimou o ex-presidente polaco"
Markin tinha informado hoje cedo que peritos dos dois países, coletaram mais de 300 amostras dos destroços e dois pedaços de bétula, árvores na qual o avião bateu. 
Rzepa apenas confirmou que investigadores polacos estiveram envolvidos na inspeção visual de dois fragmentos de bétula, os quais atingiram o Tu-154M. 
"Devido à natureza da prova, a sua indivisibilidade, o teste seria conduzido em conjunto por especialistas polacos e russos" - explicou o russo Vladimir Markin. 
O promotor militar polaco, por sua vez, disse que durante sua estada em Moscou e Smolenski, junto com grupo polaco apenas dimensionaram dois fragmentos de bétula. 
Postar um comentário