terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Brasileiro na Polônia - 5

Mais um brasileiro residente na Polônia presente no blog JAROSINSKI do Brasil. O quinto brasileiro no blog é o gaúcho Janderson Faganello, de 25 anos, originário da capital missioneira Santo Ângelo.  Ele chegou há mais de cinco anos para estudar, em Cracóvia, com bolsa do Ministério da Educação da Polônia. Depois de concluir a graduação começou o mestrado em "Gestão de Empresas", sempre na Universidade Iaguielônia. Nas festas realizadas pela pequena comunidade brasileira de Cracóvia, Janderson é o primeiro a se responsabilizar pela parte musical e sendo gaúcho sempre seleciona xotes, fandangos e rancheiras, obrigando paranaenses, paulistas, cariocas e pernambucanos a dançar a saudade do seu Estado.


JAROSINSKI do Brasil - O que mais gosta da Polônia?

Janderson - Pontualidade. 

JAROSINSKI do Brasil – O que não gosta da Polônia?

Janderson - Da falta de sol e da “frieza” do pessoal.

JAROSINSKI do Brasil – Quais as maiores dificuldades que encontrou na Polônia?

Janderson - No princípio a língua.

JAROSINSKI do Brasil - O idioma é assim tão difícil como se orgulham os polacos?

Janderson- É mesmo, a gramática e a pronúncia são mesmo difíceis.

JAROSINSKI do Brasil – É possível viver aqui sem aprender o idioma polaco?

Janderson - Não me imagino morar em um país sem aprender a língua, não poder ler jornais locais, assistir programas locais, sinto-me bem melhor agora que já domino o idioma e converso com o pessoal sem problemas, isso me ajudou muito na aproximação com a cultura, costumes e sem dúvida, na integração com o pessoal.

JAROSINSKI do Brasil – A Polônia que você encontrou é diferente daquela cultuada pelos descendentes de imigrantes no Brasil?

Janderson - Com a relação a cultura não mudou.

JAROSINSKI do Brasil – Você acredita que a Polônia já se libertou de seu passado comunista?

Janderson - Ainda não. E isso vai desde esses prédios comunistas até a mentalidade do povo. Ainda levará algumas gerações para se mudar isso.

JAROSINSKI do Brasil – Como você define a juventude polaca?

Janderson - Com bom grau de educação, disposta a mudar o passado comunista.

JAROSINSKI do Brasil – Qual sua opinião sobre os idosos polacos?

Janderson - Pelo fato de eu estar estudando aqui, tenho contato só com a juventude.

JAROSINSKI do Brasil – Que nomes famosos polacos você cita sem muito esforço?

Janderson - Koperniko, Karol Wojtyła, Wałęsa. 

JAROSINSKI do Brasil – Qual o prato da cozinha polaca que você mais gosta?

Janderson - Pierogi.

JAROSINSKI do Brasil – Qual prato da cozinha polaca você sabe preparar?

Janderson - Humm...sopa?

JAROSINSKI do Brasil – Beber aqui é um prazer, ou uma imposição ditada pela tradição?

Janderson - No Brasil estava mais acostumado a tomar cerveja. Aqui o pessoal consome coisas mais fortes, muitas vezes somos obrigados a beber porque não cai bem recusar.

JAROSINSKI do Brasil – Com que frase você define a Polônia?

Janderson - Frio.

JAROSINSKI do Brasil – Qual teu conselho para quem vem visitar a Polônia?

Janderson - Ser for gaúcho que traga erva e cuia pra espantar o frio, Tchê!

JAROSINSKI do Brasil – Volta para o Brasil com saudades do que viveu na Polônia?

Janderson- Mas claro Tchê, sempre levarei comigo lembranças daqui, das noites mal dormidas na “sesja”, das noitadas no Rynek de Kraków, das amizades, dessa “escola” que foi e está sendo ainda a Polônia pra mim.
Postar um comentário