sábado, 10 de outubro de 2009

Kubica na Renault

Foto: Giuseppe Cacace - AFP

"Partilho o forte desejo de ganhar Renault. Espero poder lutar pelo campeonato"
, anunciou num comunicado especial Robert Kubica (é cubítssa acento tônico no BI e não na primeira silaba, viu só pessoal da TV Globo).
Em 2010, o polaco estará sentado no cokcpit do bólido francês da Renault. Mas o piloto de Cracóvia alerta que ainda não sabe por quanto tempo ficará na escuderia e tampouco quem será seu companheiro.
"Boa sorte Robert, obrigado", escreveu Mario Theissen, chefe da BMW, que ainda completou dizendo, "Ele nos deu no Bahrein, a primeira pole-position e depois no Canadá sua primeira vitória. Ele colocou a primeira pedra na história da nossa equipe".
Por sua vez o diretor responsável da Renault pela contratação do cracoviano, destacou, "Estamos muito animados por ter conseguido trazer Robert para a próxima temporada. Ele é um dos pilotos mais talentosos da sua geração". Palavras de Bob Bell, o novo diretor técnico da Renault, que substituiu Pat Symonds, o banido diretor do mundo do automobilismo pelo "caso de Cingapura."
A questão de quem irá ajudar Kubica nas obrigações para com o novo patrão ainda não está definida. Alguns nomes como Kimi Raikkonen (que perdeu seu lugar na Ferrari para Alonso), Nick Heidfeld, Adrian Sutil e Timo Glock foram anunciados, mas nada se confirmou até agora.
Postar um comentário