quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Confusão diplomática polaco-russa


O porta voz do ministério russo das Relações Exteriores disse que a Polônia não precisa pedir permissão para conceder um prêmio a qualquer cidadão russo. A afirmação contradiz pronunciamento divulgado anteriormente pelo gabinete do presidente polaco Lech Kaczyński.
A confusão sobre o protocolo diplomático ocorreu depois do gabinete do presidente Kaczyński afirmar que não poderia premiar o jornalista dissidente russo e ativista dos direitos humanos, Alexander Podrabinek, em uma cerimônia especial em Varsóvia, no mês passado, isto porque teria que ter tido autorização do Kremlin russo.
Gabinete do Presidente Kaczyński tinha dito que a Polónia tinha acordos semelhantes com a Bielorrússia, Canadá, França, Itália e Reino Unido.
Mas o canal de notícias TVN24 informou que o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Alexander Nesterienko afirmou que não existe tal acordo entre Moscou e Varsóvia. "O lado polaco sabe disso".
Enquanto isso, dissidente Alexander Podrabinek diz que não quer o prêmio dado pelo presidente Kaczyński para notáveis dissidentes internacionais se Varsóvia tiver que perguntar primeiro para Moscou.
Alexander Niestrenienko foi um ativista da oposição soviética da década de 1970 e, dois anos atrás escreveu um livro, alegando que psiquiatras são usados como método de opressão política na Rússia. O jornalista nasceu em Moscou em 5 de Agosto de 1953. Ele é editor chefe da Agencia de Noticias Prima.
Este é o endereço de seu blog: http://podrabinek.livejournal.com

A referência de seu livro é: Alexander Podrabinek. Punitive Medicine, Karoma Pub; 1st ed edition (March 1980), ISBN 0-897-20022-5
Postar um comentário