sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Roubaram a inscrição alemã de Auschwitz


O papa Bento XVI saindo pelo portão, após sua visita histórica ao campo
Foto: Krzysztof Miller

A placa com a frase irônica em idioma alemão sobre o portal de entrada do Campo de Concentração e Exterminação Alemão Nazista, em Auschwitz 1, na cidade polaca de Oświęcin foi roubado.
"Arbeit macht frei" (o trabalho dá liberdade) foi roubado na noite desta quinta-feira. "Não foi um roubo de forma aleatória. Os ladrões tiveram que preparar bem", disse Jarosław Mensfelt, porta-voz do museu.
O porta-voz disse ainda que a inscrição famosa não seria tão fácil de retirar e o ato foi complexo mesmo para alguém que soubesse como fazê-lo.
O Vice-ministro das Relações Exteriores da Polônia, Andrzej Kremer disse que o roubo deste símbolo particular do campo da morte "é um ato de ultrajante. Barbárie, escândalo, ultrapassou todos os limites".
Já foi colocado no portão histórico uma cópia. A mesma que foi usado quando da restauração realizada 2006.
A polícia está oferecendo 5 mil złotych (algo em torno de 3.200 reais) a quem der uma pista concreta sobre os ladrões e o paradeiro da inscrição. A Polícia acredita que foram 3 a 4 pessoas, os participantes no roubo... e que fugiram de automóvel. Caso contrário os cães vigilantes teriam agido. Acredita-se que o roubo aconteceu entre 3 a 5 horas da madrugada.
Postar um comentário