segunda-feira, 29 de março de 2010

Kubica, a surpresa de Melbourne

Foto: Mark Baker

A imprensa, TV, rádio e Internet começaram a segunda-feira, na Polônia só falando com magnífico, santo e milagroso Robert Kubica (pronuncia-se Cutssa - atenção Seo Galvão Bueno, a sílaba forte é a BI e não a CU... a maioria das palavras polacas são paroxítonas, portanto....).
Não é para menos, com tantos campeões mundiais, pose-positions e até Schumacher (não se pronuncia chumaquer, schumarrer) na pista, quem iria apostar no polaco com uma desacreditada Renault?
Pois é, o cracoviano Kubica na mais espetacular prova de Fórmula 1, desde a morte de Airton Senna da Silva e as aposentadorias de Alain Prost, Nigel Mansel e do também tricampeão Nelson Piquet de Souto Maior (pai), foi a maior surpresa e até para Leme.

Já a imprensa francesa escreveu: "Magnifique, Fantastique, Kubica"
Postar um comentário