quinta-feira, 30 de maio de 2013

Wałęsa em filme de Wajda



Foi divulgado o primeiro trailer da cinebiografia do líder sindical Lech Wałęsa, primeiro presidente eleito da Polônia após a queda do comunismo. A prévia mostra cenas de conflito entre manifestantes contra tanques de guerra, a ação brutal das forças opressoras e se apoia na figura de Wałęsa e seus discursos, além de incluir desenhos.
Destaque para o ator Robert Wieckiewicz, cujo trabalho é muito elogiado na Polônia, país da produção.
O filme aborda o período entre 1970 e 1989, quando Wałęsa fundou e liderou o Solidariedade, primeiro sindicato não-comunista do país. Considerado ilegal, o sindicato causou a prisão do ativista, mas sua luta também lhe valeu um prêmio Nobel da Paz.
A fundação do Solidariedade foi o primeiro passo histórico para o fim da União Soviética e do comunismo europeu. Com a queda do comunismo, Wałęsa se tornou o primeiro sindicalista eleito presidente na Europa, antecipando a eleição de Lula no Brasil.
A direção é do veterano e premiado cineasta polaco Adrzej Wajda, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes por “O Homem de Ferro” (1981).
A première mundial deve acontecer nos festivais de Veneza ou Toronto, em setembro, e o lançamento está marcado para 4 de outubro na Polônia. Não há previsão de estreia no Brasil.

Direção: Andrzej Wajda
Roteiro: Janusz Głowacki
Fotografia: Paweł Edelman
Cenários: Magdalena Dipon
Figurino: Magdalena Biedrzycka
Maquiagem: Waldemar Pokromski, Tomasz Matraszek
Aúdio Jacek Hamela
Montagem: Milenia Fiedler
Produtor: Michał Kwieciński
Produção: Akson Studio
Co-produção: Telekomunikacja Polska, Narodowe Centrum Kultury, Canal+ Cyfrowy
Financiado por Polski Instytut Sztuki Filmowej
Distribuição: ITI Cinema
Elenco:
Robert Więckiewicz (Lech Wałęsa),
Agnieszka Grochowska (Danuta Wałęsa),
Iwona Bielska (Ilona, vizinha dos Wałęsa),
Zbigniew Zamachowski (Nawiślak),
Maria Rosaria Omaggio (Oriana Fallaci). O filme era para ter sido já lançado, mas faltou dinheiro na produção e foram interrompidas gravações e processos de edição. Reportagem com cenas das gravações e entrevistas com Wajda e Edelman, produtor e artistas:

 
Postar um comentário