domingo, 20 de março de 2016

Dez pratos tradicionais da Páscoa polaca

Foto: Krzysztof Kuczyk
Sopa de centeio, salsicha branca, bolos com sementes de papoula ou requeijão: as inúmeras iguarias tradicionais da Páscoa na Polônia são surpreendentes, sofisticadas e inspiradas pela Primavera.
A páscoa é uma festa com carnes defumadas, salames, linguiças e presuntos, onde biała kiełbasa toma o lugar central.

Biała kiełbasa (pronuncia-se bia-ú-a kie-ú-bassa) - salsicha branca
Foto: Adam Kulesza
Biała kiełbasa - salsicha branca - é uma salsicha de carne de porco picada (com a adição de carne bovina) coberto por uma fina camada de tripas de porco e temperada com sal, pimenta, alho e manjerona. Se é na sopa Żurek ou entre as amostras de alimentos contidas na cesta de Páscoa, a salsicha branca é servida cozida, às vezes com rábano (rabanete), mostarda, ou ćwikła (pronuncia-se tchwicúa - salada picante de rabanete).

Żurek (jú-rék) - Sopa de farinha de centeio fermentada
Foto: Katarzyna Klich
Żurek ou żur (pronuncia-se jur) é uma sopa feita de farinha de centeio fermentada. Está guarnecido com salsicha branca fervida e metades de ovos cozidos.
Em tempos antigos, a Żurek e o arenque eram as principais iguarias pré-Páscoa, no período de jejum da Quaresma. Até o Sábado de Aleluia, as pessoas cansadas de tomarem esta sopa, davam-lhe um enterro festivo. Um pote com a sopa era enterrado ou derramado na terra. Quando não é um componente do funeral festivo, o Żurek é consumido durante todo o ano.

Jajko (pronuncia-se iáico) - Ovos
Foto: Marian Zubrzycki / Fotorzepa
O ovo simboliza a nova vida e a ressureição de Cristo. Tradições relacionadas com o ovo polaco incluem a coloração deles, a benção na igreja como parte da cesta de Páscoa, compartilhando-os ovos uns com os outros, desejando tudo de bom para o próximo ano e finalmente comendo-os com diferentes temperos.
Eles são servidos cozidos, recheados, fritos ou "crus". O ovo decorado (pisanka) é um ovo cozido muito apimentado, recheado com uma mistura de gemas, maionese, mostarda, cebola e creme de raiz-forte.

Śledź (chlédj) - Arenque
Foto: Adam Kulesza
Este peixe é tão popular na Polônia, como na Suécia, Holanda, ou Dinamarca. Ele está presente nas festividades, no Natal e na Páscoa. O peixe é servido eviscerado e descabeçado, em pedaços que foram marinados em vinagre, óleo, com ou sem legumes, geralmente envoltos com cebola crua picada.

Chrzan (rrêhjan) - raiz-forte
Foto: Roman Lipczyński
Ralar raiz-forte produz vapores pungentes e faz os olhos ficarem cheios da água, sejam brancas ou vermelhas ambas raízes-fortes vão bem com uma variedade de frios.
O tipo vermelho é chamado ćwikła e a sua cor é devida à adição de beterraba.

Mazurek (Ma-zú-rék) Bolo "pequena Mazúria"
Foto: Bartosz Krupa
O primeiro dos bolos a de fazer é o mazurek. Considera-se que a receita tenha chegado na Poland vinda da Turquia por volta do século 17. O bolo pode ser feito de diferentes tipos de massas e coberturas, como por exemplo de marmelada, chocolate, frutas secas ou nozes. O céu é o limite.

Sernik (Sér-nik) - torta de requeijão
Foto: Piotr Jedzura
O sernik é uma deliciosa torta de requeijão. Pode-se tentar substituir o queijo exclusivamente polaco chamado twaróg (pronuncia-se tvárug) por requeijão ou ricota, mas não vai ser a mesma coisa.
O queijo twaróg é mais denso, doce e menos úmido do que os queijos e menos suave do que ricota. Algumas fontes dizem que o sernik remonta à Grécia antiga e Roma. A Igreja Ortodoxa tem um equivalente à base de tvorog - em forma Paskha (é um doce de queijo em forma de pirâmide).

Babka (Báb-cá) - vovó
Foto: Piotr Wojnarowski
O airado da Páscoa - babka  - é um bolo de levedura não amassado e cozido em uma bandeja de Bundt (bundt é um bolo assado em uma forma bundt, assumindo uma forma anelar. Sugere-se que o nome "bundt" é derivado do Bundkuchen alemão, que é um bolo em formato de anel). Ele pode ser misturado com xarope de rum e regado com crosta de gelo, mas o costume dita que ele não tenha recheio. O nome deriva da palavra "babka (vovó)" e, provavelmente, refere-se à sua forma ampla da saia plissada de uma avó.

Makowiec (Má-co-viets) - bolo de recheio de semente de papoula
Foto: Lubomir Lipov
Entre a riqueza de bolos de Páscoa é o makowiec, um rocambole de semente de papoula, o mais polaco de todos. O ingrediente principal são sementes de papoula e usa-se o mesmo tipo de massa do Babka. A textura é crocante e de nozes, e às vezes é coberta com açúcar de confeiteiro.

Baranek (báránék) - Cordeiro da Páscoa
Foto: Bartosz Krupa
Feito inteiramente de açúcar e em forma de cordeiro, esta é uma peça central da tradicional cesta de Páscoa polaca. Em algumas regiões ele é feito apenas com manteiga moldada em formato de cordeiro. Muitas vezes tem uma bandeira vermelha em miniatura com uma cruz.

Texto: Marta Jezewska
Tradução: Ulisses Iarochinski
Postar um comentário