sábado, 21 de outubro de 2017

Polônia quer construir canal para o Mar Báltico

A linha preta representa a fronteira entre a Polônia e a Rússia
O governo polaco anunciou, esta semana, projeto de construção de um canal no delta do Rio Vístula, que abra um acesso direto ao Mar Báltico, sem ter que passar por águas territoriais russas.

As obras devem começar no fim de 2018 e terão custo de 210 milhões de euros.

Atualmente, as embarcações que zarpam do porto fluvial da cidade de Elbląg para chegar a alto-mar, devem navegar margeando uma porção de terra que pertence à Rússia, e pedir sempre autorização de passagem.

"A construção do canal é uma das prioridades do governo", afirmou nesta quinta-feira o ministro polaco de Mar e Transportes Fluviais, Marek Grobarczyk, durante um encontro com deputados e funcionários municipais, dedicado a este projeto "estratégico".

Segundo afirmou, o financiamento do projeto será inscrito nos próximos orçamentos do governo ultraconservador da primeira-ministra Beata Szydło.

Elbląg é uma cidade da Polônia, situada na Voivodia Vármia-Mazúria. Possui área de 80 km², com 126.985 habitantes, segundo os censos de 2007. A cidade foi fundada em 1237, pelos cavaleiros teutônicos.

Após a batalha de Grunwald, a cidade passou para o Reinado de Władysław Jagiello (vualdissuaf iaguielo - Ladislau), da Polônia, em 22 de julho de 1410.

Quarenta e quatro anos depois, em 1454, a cidade foi agraciada com uma lei do Rei Kazimierz Jagiellończyki (cajimiej iaguielontchiqui - Casimiro) aumentando os poderes da administração local, além de uma lei para o controle da pesca.

Até 1772, a cidade de Elbląg fez parte da República Polaca, mas com a invasão e a partilha da Polônia, os polacos foram retirados dali à força e substituídos  por prussianos.

A história voltaria a se repetir 170 anos depois, com o fim da Segunda Guerra Mundial.

A cidade é também famosa por sua cerveja, a mais antiga da Polônia e a primeira do período medieval em todo o mundo. O piwo (cerveja) EB é do ano 1336, quando existiam na cidade 159 mestres cervejeiros. A primeira cerveja alemã é de 1530, portanto, de quase duzentos anos mais tarde que a EB polaca.

O porto fluvial de Elbląg é de pouco calado, tendo mais ou menos 1.5 m de profundidade. A área de manobra tem apenas 120 m diâmetro.





Elbląg
"A construção do canal é crucial para o desenvolvimento do porto já existente e permitirá desenvolver a economia de toda a região", declarou o diretor do porto marítimo de Elbląg, Arkadiusz Zglinski, citado pela agência de notícias oficiais da Polônia - PAP.

O porto dedicado a competições esportivas e turísticas de Elbląg é pouco visitado pelos turistas do velho continente, devido, justamente, às restrições impostas pela Rússia.

O acesso ao Mar Báltico está dentro do território de Kaliningrado, capital da província russa de mesmo nome.

Kaliningrado é um enclave russo dentro dos domínios territoriais de Polônia e Lituânia.

Fundada em 1255, pelos invasores das terras da Polônia, os Cruzados Teutônicos (saxônicos) com o nome de Königsberg ("montanha do rei"), foi domínio territorial polaco por quase duzentos anos (de 1466 a 1656).

Kaliningrado com sua antiga catedral
Também foi a capital do Reino da Prússia Oriental e, a partir de 1871, a cidade fez parte da República Federal da Alemanha.

Famosa por ter sido a cidade de nascimento do filósofo alemão Immanuel Kant, ela também é célebre pelo problema das sete pontes de Königsberg, resolvido por Leonhard Paul Euler em 1736.

Seu nome atual é uma homenagem ao revolucionário bolchevique, o russo Mikhail Kalinin.

No fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, a cidade foi anexada pela União Soviética, como sendo parte da República Socialista Soviética da Rússia, enquanto se aguardava a decisão definitiva sobre questões territoriais (incluindo a partição da antiga Prússia Oriental), que viria no acordo de paz, valendo até lá o que fora decidido pelos Aliados (União Soviética, Estados Unidos e Grã-Bretanha) participantes da Conferência de Potsdam.

Em 1957 foi firmado um acordo, que passaria a vigorar posteriormente, delimitando a fronteira entre a Polônia e a União Soviética.
Postar um comentário