quarta-feira, 21 de março de 2018

Polacas vão as ruas contra a lei que não permite aborto

No cartaz: Continua o Inferno das Mulheres
Mulheres de diversas cidades da Polônia realizaram um ato a favor do aborto no último domingo, dia 18.

As manifestações foram organizadas após bispos do país terem feito um apelo pedindo uma intervenção “imediata” para a aprovação de um projeto de lei que limita a possibilidade de interrupção da gravidez em caso de má formação do feto.

Os atos ocorreram inclusive em frente às sedes episcopais de Varsóvia, Cracóvia, Wrocław e outras dioceses. A lei polaca atual permite o aborto em casos de estupro, risco de morte e má formação do feto. No entanto, a Igreja tenta barrar esse direito em qualquer situação.

A resposta do Parlamento, dominado por partidos conservadores e ultranacionalistas, foi rápida, pois decidiu acelerar a tramitação do projeto de lei. Caso a medida seja aprovada, o presidente polaco, Andrzej Duda, prometeu sancioná-la.

“O inferno das mulheres pode estar sobre a terra”, diziam as manifestantes. “Devemos defender nossa saúde, dignidade e a liberdade ameaçada pelos bispos”, afirmou a ativista Marta Lempart, que, em 2016 e 2017, organizara greves em defesa do aborto.

Fonte: Agência de Notícias ANSA
Postar um comentário