sábado, 25 de agosto de 2007

Blog completa um mês

Há exato um mês nascia este blog JAROSIŃSKI do Brasil (pronuncia-se iarochinski do Brasil, tal qual o cartorário de Castro-PR ouviu da boca de meu avô quando, este foi registrar o nascimento de meu pai). Por causa desta mudança de grafia, agora na Polônia, deixei de ser Iarochinski para ser iarrorrinhski (que é como os polacos pronunciam a grafia brasileira do meu sobrenome). Explico assim também, porque não é iarozinski.
Contudo, quero dizer que este formato mais livre de se comunicar fatos, curiosidades, cultura, história, política, fotos, ilustrações e etc. através de "blog", ou "post", simplifica muito. Não que a configuração do programa de formatação do "blogger", não seja "burrinho", pois este não permite muita variação de paginação. Mas tem sido salutar e entusiamante todas as manhãs (quando a maioria dos leitores ainda está dormindo na madrugada brasileira) lembrar de coisas pitorescas desta minha vivência em terras polacas; buscar imagens para ilustrar os textos; confirmar dados... e traduzir muito de polaco para português. A única coisa que incomoda, de vez em quando, é que na dureza da vida de estudante (o doutorado na Polônia não é fácil), este trabalho não seja remunerado. Teria que buscar patrocínio. Mas como? Ainda não encontrei o meio. Enquanto isso não ocorre (torço para que isso aconteça!!!) vou me sentindo gratificado com as visitas, os comentários, as críticas e os elogios. Grato a todos aqueles que atenderam meus convites por email e aqueles que receberam indicação de amigos para conhecer este blog.
Apesar da falta de dinheiro, vou em frente procurando levar impressões da vida de um brasileiro "polskiego pochodzenia" em terras de seus avôs polacos.

Foto: Rodrigo Kurek
No almoço, com estudantes brasileiros na "Willa Decius". Fui pegado justo no flagra, quando levava à boca uma colherada de "Pierogi ruskie". Ao lado está a colega gaúcha, Gicele Rakowski, de Dom Feliciano-RS, maestranda em Marketing na "Uniwersytet Jagielloński", que no momento estava desejando "Zdrowa", com taça de vinho búlgaro. Na foto, a também brasileira, Franciele Balin, que está comendo morangos. Ao fundo ainda se vê, o polaco que casou com uma pianista chinesa. Esta toca maravilhosamente todas as músicas de Villa Lobos e o "Brasileirinho". E por isso é sempre convidada para os encontros de Brasileiros em Cracóvia.

Postar um comentário