quinta-feira, 13 de setembro de 2007

ANO 5768


Desejo a você um feliz ano novo 5768, cheio de amor, alegria e sucesso! Possa você viver em paz e felicidade!

אני מאחל לכם כל טוב לשנה חדשה בבריאה, בהצלחה ותמיד בשמחהלשנה טובה תיכתבו!חג שמח!

I wish you a Happy New Year 5768, full of love, joy and success!May you live in peace and happiness!

Życzę Wam wszystkiego najlepszego w Nowym Roku 5768 m.in. dużo szczęścia, zdrowia i miłości. Niech życie Wam płynie łatwo i wszystkie marzenia się spełniają!

Feliz Nuevo Ano 5768 para Vosotros.Deseo alegría, un ano de paz y de salud con éxito y felicidad!

Ich wünsche Dir, Euch und Ihnen und Deinen, Euren und Ihren Familien für 5768 ein Jahr voller Gesundheit, Freude und Erfolg. Möget Ihr zu einem guten Jahr eingeschrieben werden!
.........................................................
No dia 12 de setembro, comemora-se o Ano Novo Judeu, para ser mais específico o ano 5768. O Rosh Hashaná (do hebraico, Cabeça do Ano), é o nome que se dá ao ano novo judeu, que ocorre no primeiro e segundo dia do Tishrei (sétimo mês do calendário hebraico, que é lunar, por isso suas datas são diferentes do calendário gregoriano, que é solar).
De acordo com a tradição, o mundo foi criado em Tishrei, ou mais exatamente, Adam (Adão) e Chava (Eva) e a humanidade foram criados no primeiro dia de Tishrei, que foi o sexto dia da Criação, e é a partir deste mês que o ciclo anual se inicia. Por isso, Rosh Hashaná é celebrado nesta época. E por isso é também conhecido como o Aniversário do Mundo.
A celebração começa ao anoitecer na vespéra com o toque do shofar. É costume se comer certos alimentos representativos durante o Rosh Hashaná como maçãs com mel e açúcar para representar um ano doce. Durante a tarde do primeiro dia se realiza o tashlikh, um costume de recitar-se certas preces e jogar pedras ou pedaços de pão na água como um símbolo da eliminação dos pecados. A todos da comunidade judaica leitores do Diário do Rio L ’shana Tova — Ketivá ve-chatimá Tová (Feliz Ano Novo, que você seja inscrito e carimbado no Livro da Vida) Fonte: Beit Chadad e Aish Brasil.
Postar um comentário