quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Lituânia sempre esteve junto com a Polônia

Donald Tusk, Daria Grybauskaite, Maria e Lech Kaczyński
Foto: Bartosz Bobkowski

"Nunca aceitaremos, na Polônia, mensagem de que nas escolas não é permitido pendurar cruzes. Não podemos nem contar com uma coisa dessas.", disse nas comemorações do Dia da Independência da Polônia, o Presidente Lech Kaczyński, comentando sobre os acordos do Tribunal de Estrasburgo.
A convidado de honra, no 91º aniversário da independência, a Presidente da Lituânia, Daria Grybauskaite, lembrou que nos momentos mais importantes na história da Polônia, a Lituânia sempre esteve junto. Com o presidente Lech Kaczyński, ela depositou flores no monumento de Józef Pilsudski - um gesto significativo por parte da dirigente do país, que é considerado ocupante de Vilnius, a cidade polaca da atual Lituânia.
A Presidente da Lituânia fez um discurso, em polaco, onde ressaltou a participação das duas nações no 600º aniversário da Batalha de Grunwald. Durante as conversações, Kaczyński e Grybauskaite também discutiram a decisão do Tribunal Constitucional Lituano, que ainda não permite a grafia dos nomes em idioma polaco nos logradouros públicos da Lituânia, como foi até pouco tempo atrás.
Postar um comentário