terça-feira, 23 de julho de 2013

Encontro em Curitiba com o padre da cidade do meu avô

Foto: Ulisses Iarochinski
Essa eu tinha esquecido de registrar... Na última sexta-feira, no Bosque do Papa, embaixo daquela chuva e no meio daquela polacada toda reunida no "Dia Polaco", em Curitiba, preparatório para a Jornada Mundial da Juventude... teve um momento em que olhei para o lado e vi um rapaz sorrindo.... Cumprimentei-o com um "Witam...Dzień Dobry!"
E ele respondeu a saudação completando em idioma polaco: "Mas... o senhor é polaco?" Contestei que não... que era "brazylijczykiem polskiego pochodzenie" (brasileiro de origem polaca)... e ele: "Mas aprendeu falar tão bem, onde?" Eu brincando disse: "Ah! Passei três dias em Cracóvia e aprendi."... Ele: "Impossível! O idioma polaco é o segundo mais difícil do mundo... não dá para aprender em três dias... nem abençoado por Deus é possível"... e riu.
A conversa prosseguiu no meio dos cantos e danças do palco, dos pingos da chuva e da algazarra de um grupo de cinco meninas polacas (deviam ter uns 12 anos cada uma - cruzaram a Europa e o Atlântico acompanhadas apenas pelo padre da paróquia).
A foto acima, a propósito, tirei ano passado, em Wojcieszków, cidade onde nasceu meu avô, minha bisavó e seus trisavós, no Centro-Leste da Polônia. Surpreso, o padre ficou, quando mencionei que meu avô Bolesław Jarosiński, nasceu em Wojcieszków.
Com os olhos bem abertos, ele abriu um largo sorriso e disse: "Sou padre, moro em Varsóvia, mas é inacreditável! Só mesmo por Deus! Eu também... sou de Wojcieszków, perto de Siedlce....minha família toda é de lá".
Então, ele repetiu meu sobrenome, abriu a mochila e deu-me de presente um CD onde se lê: "Rozpoznać Boże Miłosierdzie - cz. I,II,III - rekolekcje wygłoszone w Sanktuarium Chrystusa Miłosiernego w Białey Podlaskiej. Zapis na Żywo - Bonus - Piosenki. Wydanie III " (Reconhecer a Misericórdia de Deus - p. I, II, III - Recordação de sermões no Santuário de Cristo Misericordioso em Biała Podlaska (terra de meu amigo deputado PiS Adam Abramowicz). Registro ao vivo - Bônus - Cânticos. Edição III). CD que acabei de escutar....o nome do padre? Rafał Jarosiewicz... quase Jarosiński (Iarochinski) não?
Realmente dupla coincidência, apesar do meu bisavô Piotr Jarosiński não ser de Wojcieszków... mas de Poręby - Dobre, próximo a Mińsk Mazowieckie, os nossos sobrenomes são muitos parecidos (Deve ser problema de cartorário polaco).
Mas, é preciso dizer, que na terra do meu avô, Boleslau... Só tenho familiares do lado da minha bisavó, que são os Filip e os Ognik
Ah. Sim...a foto! São muitas as casas de tronco com janelas decoradas com esses enfeites de madeira por lá... além dos nossos conhecidos lambrequins curitibanos... Alguém tem alguma dúvida de que os lambrequins curitibanos são polacos...da região da minha bisavó Anna (Ognik - Filip) Jarosiński?
Postar um comentário