terça-feira, 27 de janeiro de 2009

A "violência" de Cracóvia

Foto: Piotr R.

Cracóvia, como de resto as cidades polacas, em geral é muito calma e tranquila. A violência praticamente não existe. O policiamento é ostensivo através dos corpos da polícia e da guarda municipal.
Multas de trânsito, multa por falta de bilhetes nos ônibus e bondes;  multa por portar bebida alcólica nas ruas e praças são as mais comuns. Sendo polaco, a multa vai pelo correio. Sendo estrangeiro o pagamento da multa é no ato. Negar a pagar é meio caminho para a delegacia de polícia.
Nas noites de fim de semana quando as festas acontecem em vários bares e discotecas ao redor do Rynek e bairro do Kazimierz, as ruas ficam cheias de jovens alegres movidos pelo álcool e o desejo de conquista amorosa. Mas nada disso aparece nos jornais. Só quem frequenta bares e discotecas têm a percepção exata deste clima nas noitadas cracovianas.
Quando algo anormal ocorre, aí sim, ganha as páginas dos jornais e emissões de telejornais. Mas é tão raro, que o que aconteceu na noite de ontem, no bairro boêmio do Kazimierz está sendo tratado como uma notícia de grande violência.
Próximo da ulica Skawińska uma patrulha da policia notou a presença de três homens embriagados. Quando os policiais os abordaram, um dos "etílicos" começou a ofender com palavras a autoridade. Os policiais pediram que ele se contivesse. Porém, neste momento, saíram várias pessoas da discoteca em frente, que vendo a discussão entre policiais e bêbados, começaram a jogar garrafas contra os policiais.
Com a confusão estabelecida uma segunda patrulha chegou de reforço. Muitos dos atiradores de garrafas fugiram. Mas cinco foram detidos. São todos polacos moradores de Cracóvia, que têm entre 18 e 20 anos. Dois são estudantes e um é técnico formado. Foram colocados à disposição da Promotoria Regional e serão indiciados por atacarem os policiais. As penas em casos de agressão ocorridos nas ruas são de dois anos de prisão. 
Postar um comentário